reocupa-txt-1

#praquemnaosabe a Pra Quem Não Sabe inicia hoje uma série de postagens sobre o RE-o-CUPA, um lugar cheio de inquietudes e vivacidade na ilha de São Luís!

A proposta é apresentar o espaço e as ideias que guiam o centro cultural, que fica localizado na Rua Afonso Pena, 20, no finalzinho da Rua Grande, sentido Deodoro – Centro Histórico.

Quem passa pela frente do casarão observa de imediato duas bandeiras estendidas na faixada do prédio.

A primeira é a Bandeira da Paz através da Cultura. Nela se observa três esferas sintetizando todas as artes, todas as ciências e todas as religiões dentro do círculo da cultura.
Ela foi pensada por Nicholas Roerich e voltada para a proteção das instituições artísticas, científicas e dos monumentos históricos.

A ideia subjacente à essa bandeira é que a defesa dos objetos culturais é mais importante do que a defesa belicista, e que a proteção da cultura sempre deve preceder qualquer necessidade militar.

A outra bandeira é a do Re(o)cupa.
A logo demonstra a importância da casa cultural na retomada de espaços físicos e culturais no centro da cidade. Além disso, possui uma simbologia que remete às origens da Ilha Upaon-Açu.

Por isso, a arte indígena, principalmente a forma triangular, foi tomada como referência para demonstrar de forma clara essa ligação.
Com isso veio também a escolha das cores: preto (Jenipapo) e vermelho (Urucum).

A figura do triângulo foi pensada como elemento que descreve bem a casa e seu direcionamento de agrupar as potências criativas, artísticas e políticas para gerar resultados que se espalhem em todas direções.

O triângulo aponta, indica caminhos, centraliza e espalha. O triângulo é uma figura usada por várias culturas, sempre como elemento de equilíbrio. Quando agrupados e apontando para mesma direção formam um centro, uma roda de diálogo coletivo. A ponta da flecha usada pra se defender do invasor é triangular. Todos esses conceitos foram idealizados pelo desingner paraense Leandro Bender.

Fique ligado em nossas próximas postagens, vamos apresentar mais informações sobre o Re(o)cupa – Resistência Cultural Upaon-Açu.

#aproveiteacidade #resistoassimexisto#culturaderesistencia #reocupa #tragasuacaneca